Cumprindo mais um compromisso de campanha, diretoria do Sindicato mostra transparência na apresentação das contas de 2017

Os filiados ao Sindilegis aprovaram, na manhã desta segunda-feira (5), as contas referentes a 2017 e o orçamento para 2018. De forma transparente, de acordo com compromisso feito em campanha, a diretoria da entidade apresentou registro detalhado dos gastos que foram feitos em 2017 e submeteram à apreciação dos filiados. 

Um dos diferenciais este ano foi a forma como a prestação de contas foi apresentada. Por meio de slides, a diretoria detalhou o valor anual arrecadado e a destinação do orçamento por percentual e área, facilitando o entendimento das contas. 

A diretoria do Sindilegis ainda esclareceu que, desde que assumiu a entidade, tem havido um esforço contínuo para reduzir gastos e, apenas em 2017, por meio da gestão de contratos, houve uma economia mensal no valor de R$ 90 mil – R$ 1,08 milhão anual. “Buscamos seguir à risca a transparência em tudo que fazemos desde que assumimos o Sindicato. Esta era nossa principal bandeira e continuará sendo até o fim do mandato”, apontou Petrus Elesbão, presidente do Sindicato.

O parecer do Conselho Fiscal concluiu pela exatidão das contas do exercício em análise, por refletir a situação do Sindicato. O Presidente do Conselho Fiscal Márcio Hudson ainda parabenizou os membros da diretoria pela organização e presteza na apresentação dos dados. “A Diretoria do Sindilegis, rapidamente, com muita presteza, disponibilizou documentos e informações e até mesmo compilou informações novas, que nunca foram solicitadas. Fomos muito bem atendidos”, enalteceu Hudson.  

Além de aprovar as contas apresentadas, o Conselho Fiscal ainda fez algumas recomendações à diretoria do Sindilegis, com a finalidade de tornar a gestão dos recursos ainda mais eficiente. Todos os pontos apresentados foram avaliados juntamente com os filiados, que optaram por acatar ou suprimir as recomendações. 

Ao final da prestação de contas, os filiados ainda votaram e aprovaram o orçamento do Sindilegis para 2018. 



Ver todas as notícias