Mais de 40 pessoas participaram da competição e abusaram das estratégias em busca das primeiras colocações


Muita estratégia, concentração e pensamento rápido foram exigidos na segunda etapa do Torneio de Xadrez Ascade/Sindilegis, realizada na tarde do último sábado (7), na sede da Associação dos Servidores da Câmara dos Deputados. Ao todo, 44 jogadores disputaram o circuito e a previsão é de que outras rodadas sejam realizadas ao longo do ano. 

Segundo o filiado ao Sindilegis e organizador do torneio, Sebastião Magalhães, a ideia de promover o torneio veio da necessidade de se investir em outros esportes, além dos tradicionais, como futebol e vôlei: “Estou explorando um nicho que não é tão explorado, mas que tem um público significativo. É um trabalho voluntário que realizo, em parceria com o Sindilegis e com a Ascade, que tem um retorno muito positivo”.

Diversos servidores das Casas têm participado das disputas. Um exemplo é o servidor do Tribunal de Contas da União Eduardo Monteiro, que há quatro anos incentiva seu filho à prática de xadrez e busca sempre participar dos torneios organizados pelo Sindicato. Monteiro parabenizou o Sindilegis pelo incentivo ao esporte: “Vejo como de suma importância o apoio do Sindicato, uma vez que ajuda a democratizar o acesso ao esporte e revela novos talentos, com o apoio técnico da Federação Brasiliense de Xadrez”.

As disputas acontecem todo primeiro sábado de cada mês. Os filiados ao Sindilegis podem participar do torneio pagando apenas R$ 10 pela inscrição. Todas as disputas fazem parte de um circuito onde os participantes têm sua pontuação computada e acumulada ao longo dos meses até dezembro. Tanto os vencedores das etapas quanto do circuito receberão diversas premiações em dinheiro. Os maiores valores serão pagos aos vencedores do circuito, proporcionalmente à sua colocação.


Tags: esporte; xadrez



Ver todas as notícias