Na ocasião, manifestantes também pediram a anulação da MP 805/17

A mobilização em frente ao prédio do INSS, que ocorreu nesta terça-feira (5), contou com a participação do Sindilegis e de outras 50 entidades representativas dos servidores públicos federais. Os manifestantes reivindicaram um posicionamento dos parlamentares contra a reforma da Previdência e a anulação da MP 805/17, em um dia de luta e paralisação. 


O presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, participou do ato público junto a outros representantes de entidades sindicais e reafirmou que o Sindicato continuará a se posicionar em todo protesto e ação contra as medidas do Governo Federal para sucatear o Estado brasileiro. “Estamos desde o início nessa luta e continuaremos até o último momento atacando as investidas do Governo. O momento é agora. O servidor não é privilegiado. Privilegiado é quem rouba e não está preso”, manifestou Elesbão. 

Durante o ato público, o servidor da Câmara dos Deputados Márcio Costa ressaltou que o momento atual é de união: “Lutamos todos os dias para atender à nossa população com qualidade. Temos que nos unir e dizer ‘não’ à reforma da Previdência e ‘sim’ ao Brasil e aos nossos direitos sociais”.



Tags: reforma, previdência, mobilização



Ver todas as notícias