Encontro realizado pela Fonasefe/Fonacate contribuiu para fortalecer a luta contra a reforma e o desmonte do serviço público

O presidente do Sindilegis e o vice-presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão e Paulo Martins, participaram, nos dias 3 e 4 de fevereiro, da Reunião Ampliada do Fonasefe/Fonacate, em Brasília. Petrus defendeu a união das entidades e dos servidores públicos na luta contra a reforma da Previdência e contra outros projetos em debate no Congresso Nacional que querem acabar com o serviço público. “Esse encontro foi importante para fecharmos toda a estratégia para o dia 19, quando está prevista a votação da reforma, no Congresso. Não podemos admitir que ela seja aprovada, nem que outros projetos que o Governo está defendendo prejudiquem o servidor”, afirmou.

Paulo Martins participou do painel sobre Previdência e lembrou que os auditores do Tribunal de Contas da União já constataram inconsistências nos dados da Previdência Social divulgados pelo Governo Federal. “As premissas atuárias utilizadas para fundamentar a PEC 287 são falhas. Os dados não mostram a realidade da Previdência e só servem para prejudicar o trabalhador e os servidores públicos que vão perder inúmeros direitos se essa reforma for aprovada”, disse.

 

O evento reuniu cerca de 300 dirigentes de entidades filiadas aos fóruns organizadores de todo o Brasil e que representam diversas categorias no serviço público. O objetivo foi debater os pontos principais para compor uma campanha em torno da defesa do serviço público no Brasil, incluindo questões como a reforma da Previdência, a terceirização e o desmonte do funcionalismo público.



Ver todas as notícias